Cobrar uma dívida nunca é uma tarefa fácil, pelo contrário, é algo incômodo para muitas pessoas. A situação, no entanto, pode acontecer com qualquer pessoa e, nesse momento, é importante saber como lidar e como fazer essa cobrança de uma forma mais prática e vantajosa. Munir-se de garantias é fundamental para conseguir sucesso na cobrança, então esteja sempre com um advogado. 

Antes de tudo, algumas dicas são essenciais. Junto com o advogado que vai orientar o cobrador, é importante manter uma conversa com o devedor, inclusive para relembrar a dívida. Veja qual o motivo do atraso, para estar mais carregado de informações.

É difícil a negociação, mas não impossível. De qualquer forma, faça a tentativa a partir das orientações de um advogado para você não sair no prejuízo. Mas lembre-se sempre do compromisso que foi feito com você. Guarde todas as formas comunicação que foram feitas na tentativa de cobrar a dívida e receber o valor.

Se mesmo assim não conseguir sucesso na cobrança, é possível recorrer a um juizado. E pode ser bem vantajoso. Se o valor da dívida não ultrapassar 40 salários mínimos, você pode procurar um juizado cível, junto com um advogado. Nesse caso, também não pode envolver questões de alta complexidade, como perícia judicial, pedidos de natureza alimentar, fiscal e outros assuntos. 

Fato é que escolher um juizado para cobrar a dívida é uma excelente saída para dar mais rapidez ao processo do que na Justiça Comum. Nesse caso, o processo não passa por várias instâncias e é isso que proporciona maior resolutividade das questões relacionadas à cobrança de uma dívida. Até se não houver acordo, resolver o problema em um juizado pode demorar, em média, 120 dias para apreciação, e que já pode ser considerado um tempo curto diante outras saídas.

> Como cobrar uma dívida em um juizado

Primeiro, reúna a documentação necessária antes de peticionar a ação. Documentos importantes são orçamentos, contratos, notas fiscais, entre outros. Também é essencial que conste na documentação os dados do devedor, inclusive o endereço, e demais informações que estiver ao seu alcance.

Com a ajuda de um advogado, faça a petição. Com ele, tudo pode ser feito de forma online, por meio de um processo eletrônico. Ou seja, um problema a menos.

Na primeira audiência, há uma tentativa de acordo entre as partes. Se quem peticionou a ação não comparecer, o processo é extinto e a pessoa precisará arcar com todos os custos da ação.

Já a audiência de instrução e o julgamento acontecem quando não há acordo na primeira audiência. As provas e depoimentos serão analisadas e a sentença proferida. 

No entanto, ainda não dispense o advogado, pois o devedor pode recorrer da decisão. É importante sempre lembrar que um acordo entre as partes pode dar muito mais celeridade à ação.

Em resumo, as principais vantagens de fazer uma cobrança em um juizado são: não ter custas processuais na primeira instância (a cobrança só virá se você recorrer da decisão); a celeridade no processo em relação à Justiça Comum e comunicação mais direta; e a estimulação de um acordo, o que torna tudo mais rápido e possível.

Nós, do Bazzaneze Advogados estamos prontos para te ajudar em qualquer dúvida. Ficou alguma questão? Entre em contato conosco.

Converse com a nossa equipe sem compromisso através do Whatsapp: https://wa.me/message/QGWEQXO75QBLC1

Tags: , ,